Sintetizando: Black Mirror

Olá, queridos tech nerds!

No post de hoje, falaremos sobre Black Mirror, esta série que virou febre em 2016/

2017.

Apesar de toda a hype que se criou no ano passado sobre Black Mirror, a primeira temporada data de 2011 e foi produzida pelo Channel 4, um canal inglês. A explicação para o seu boom recente se dá por conta da produção da terceira temporada ter sido comandada pela Netflix.


mirror9“Black mirror”, ou “espelho negro” (ou “tela preta”), é uma expressão utilizada para denominar as diversas tecnologias da atualidade, como a televisão, o computador, o smartphone, etc., já que todos, quando desligados, possuem telas pretas. E são justamente tais tecnologias o pano de fundo para os contos que a série apresenta de um futuro não tão distante e não tão impalpável.

Cada episódio é apresentado de forma independente: as histórias não são interligadas, os atores mudam, bem como os cenários – apesar de alguns episódios terem alguns easter eggs de outros. Ou seja, cada episódio representa um conto classificado como ficção científica. Contudo, esta não seria uma categoria muito apropriada para se classificar Black Mirror, uma vez que as reflexões que suscita são tão realistas para o que vivemos atualmente que, quando nos damos conta, estamos facilmente nos projetando nos personagens.

A intenção dos criadores da série foi justamente a de gerar discussões e reblack mirrorflexões filosóficas acerca de como a tecnologia interfere e pode interferir negativamente em nossas vidas e em nossas relações sociais, mesmo que tais discussões e reflexões sejam pautadas por (alguns) episódios um tanto quanto caricatos e absurdos.

Explora temas atualmente presentes em nosso cotidiano – mas sempre com um toque de exagero chocante – como o poder (e o risco) de vídeos virais; inteligências artificiais; reality shows; a glamourização da violência; a poluição visual proporcionada pelo excesso de propagandas; a busca por Black-Mirror-Season-3-Trailercada vez mais seguidores em redes sociais; o poder de uma hashtag; dentre outros.

Black Mirror é chocante, portanto, não por nos apresentar um futurismo muito fora do que conhecemos (no estilo Os Jetsons), mas por mostrar que estamos milimetricamente próximos do colapso e da falta de empatia, gerados pelas tecnologias que, ironicamente, vieram com a promessa de unir mais as pessoas.

***Dica do Síntese Nerd***

twilight

Se você curtiu a temática envolvida em Black Mirror, também vai gostar de conferir Além da Imaginação (The Twilight Zone), uma série produzida entre 1959 e 1964, e entre 1985 e 1989, como Novo Além da Imaginação (The New Twilight Zone). Segundo os produtores de Black Mirror, The Twilight Zone foi uma das inspirações para sua criação, devido às discussões, por meio de um terror misturado à ficção científica, do que o mundo atual pode provocar nas pessoas.

Se você curtiu esse post, deixe aí seu comentário e siga-nos nas redes sociais!

Imagens de divulgação. Se alguma imagem utilizada for de sua autoria, entre em contato conosco.

7 comentários em “Sintetizando: Black Mirror

Adicione o seu

  1. Uma das melhores séries da atualidade! E Twilight Zone também é simplesmente fenomenal. O Charlie Brooker, que criou BM, disse que se inspirou ainda em Night Gallery. Não conseguir conferir esta ainda, mas aparentemente tb segue a mesma temática reflexiva. Excelente texto!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi, Douglas!
      Obrigada pelo elogio e muito obrigada pelas indicações! Sempre muito bom saber que por mais que eu não tenha muito tempo disponível, as opções de qualidade nunca se esgotarão!
      😉

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: