Sintetizando: A Garota no Trem

Saudações, queridos nerds observadores!

O post de hoje é sobre esse livro intrigante e muito envolvente, que deu origem ao filme homônimo de suspense, estrelado por Emily Blunt.

Título: A Garota no Trem

Autora: Paula Hawkins

Editora: Record

Ano: 2016

Sinopse

Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio por galpões, caixas d’água, pontes, casebres e aconchegantes casas vitorianas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason -, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.

a garota no trem capa do filme

Opinião do Síntese Nerd

Esse é, definitivamente, um livro a ser devorado! Eu que sou uma leitora bem lenta o li super rápido, por dois motivos: por ser em formato de diário, o que facilita e agiliza a leitura; porque o suspense é muito envolvente e me deixou sempre com vontade de saber o que aconteceria em seguida sem, necessariamente, deixar ganchos a serem resolvidos entre capítulos.

Ao contrário de livros como O Código Da Vinci, que te prendem por deixarem sempre pontas soltas no fim de capítulos, A Garota no Trem mantém a atenção do leitor por conter uma trama complexa e que o envolve na investigação como se fosse parte ativa da mesma.

A personagem principal (Rachel) é a típica narradora não confiável, cuja credibilidade é constantemente questionada ao longo da história, por conta de ser uma alcoólatra depressiva. Por esse motivo, a sensação de estar sendo enganado e exposto à mais pura verdade ao mesmo tempo é constante, e me manteve intrigada, pois, apesar de suas confusões, a cada (auto)questionamento à sanidade de Rachel, a autora permite que o leitor descubra um pouquinho mais sobre o desaparecimento de Megan.

Portanto, não há como começar a leitura de A Garota no Trem e simplesmente esquecer dele por uns dias.

Não me agradou muito o final, mas, como esta é uma resenha SEM SPOILERS, posso contar o porquê pra aqueles que tiverem interesse no particular, ou nos comentários, com a devida sinalização pros desavisados.

Dica do Síntese Nerd

a garota no trem filme

Se você se interessou pelo livro, provavelmente vai gostar também do filme, que foi lançado em 2016 e é protagonizado por Emily Blunt.

Se você curtiu esse post, deixe aí seu comentário e siga-nos nas redes sociais!

Imagens de divulgação. Se alguma imagem utilizada for de sua autoria, entre em contato conosco.

2 comentários em “Sintetizando: A Garota no Trem

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: